Origens da Medicina Tradicional Chinesa

Origem da Teoria

A origem da MTC está perdida na préhistória, antes da escrita ser inventada. A linguagem escrita iniciou-se na China durante a Dinastia Chang em 1766 AC. Os textos de medicina daquele tempo remetem-nos atrás na história mais de duzentos anos.

Origem dos Canais e Pontos

Uma das teorias de como os pontos de acupuntura foram descobertos nos leva de volta à Idade das Pedras. Nessa época facas de pedra e ferramentas afiadas eram usadas para aliviar a dor e enfermidades. Muitas vezes, estas foram utilizadas apenas para perfuração de bolhas e cirurgia primitiva, porém acredita-se que os pacientes podem ter notado as sensações ou alterações em outras partes do corpo após o tratamento com essas "agulhas". Posteriormente, estas foram substituídas por agulhas de osso ou de bambu.

Outras teorias interessantes:

  • Guerreiros em batalha eram atingidos por flechas e notavam que a dor se movia para outras áreas do corpo e espontaneamente aliviava a dor em outro lugar.
  • Manchas no corpo se tornavam descoloridas quando uma doença estava presente.
  • Constipação era frequente, devido à dieta primitiva Idade da Pedra. As pessoas achavam certos pontos macios quando constipadas e que ao manipulá-los havia alívio.
  • Alivio da dor foi descoberto quando calor era aplicado. Esse tratamento tornou-se mais específico em certas áreas aonde se notava resultado.
  • Monges haveriam notado energia movendo-se em áreas específicas enquanto praticavam técnicas de meditação. Com o passar dos séculos esses movimentos energéticos foram meticulosamente observados, e o sistema dos Canais foi gradualmente elaborado.

Seja qual for a origem exata, a acupuntura não é exclusiva da a China. No entanto, apenas no Oriente foi tão altamente desenvolvida. Isso ocorreu devido à observação por antigos chineses ao longo de centenas e até milhares de anos. Foi observado que:

  • Um único ponto pode afetar muitos sintomas diferentes. Os sintomas podiam ser tratados estando perto e distal a partir do ponto em si, incluindo patologias dos órgãos internos. Era natural, portanto, supor que os pontos com sintomatologia comum pudessem de alguma forma estar relacionados. Em outras palavras, o potencial terapêutico estendido sobre uma distância considerável dentro do corpo. Isto foi confirmado pela transmissão da sensação da agulha ao longo de caminhos específicos.
  • A propriedade terapêutica poderia ser alcançada por uma série de pontos diferentes. A partir dessa constatação que deduz a existência de canais e do fluxo de Qi ao longo deles.

Raizes Filosóficas

A MTC está fortemente enraizada na filosofia oriental tradicional. A filosofia não foi uma única e não se originou em apenas uma época da história chinesa, mas foi construída e alteradas ao longo da história. Isso é muito típico dos chineses, que são um povo muito pragmático. Eles não têm nenhum problema em aceitar uma grande variedade de filosofias em sua cultura e não ver qualquer conflito entre eles. Um exemplo seria o dos Três Ensinamentos: Taoísmo, Confucionismo e do Budismo que coexistiram harmoniosamente na China: nós podemos vê-los juntos em pinturas, com Lao Tsé, Confúcio e Buda todos representados juntos.

Medicina Xamânica

Dinastia Shang (1766-1122 AC)

Inícios da Idade do Bronze. Eles haviam desenvolvido a escrita e tinham religião: sua divindade foi chamada de Shang Ti, que viveu no céu e na corte imperial populada com os ancestrais mortos.

O culto aos ancestrais era muito importante (e na verdade ainda é) na China. Shang já tinha fundição em bronze de alta tecnologia.

Os Shang acreditavam que as doenças derivavam de:

  • Maldição de algum ancestral.
  • Um demônio entrava no corpo; a cura envolvia aplacar os ancestrais por rituais apropriados ou pedir a sua ajuda para expulsar o demônio.

Xamãs eram os mediadores, que falavam com os antepassados, que por sua vez falavam com Shang Ti. Foram feitas perguntas por escrito sobre os "ossos de oráculo", geralmente eram ossos escápula ou carapaças de tartaruga, que eram aquecidas e as rachaduras eram "adivinhadas", em outras palavras, lidas por um xamã para encontrar uma resposta. As perguntas iam desde "Será que vai chover?" até "o rei vai morrer?"

Um problema com a história é que ela se baseia em descobertas arqueológicas e nos escritos, no entanto, o que foi escrito sobre esta época foi encontrado nas preças de bronze rituais e conchas, que eram posses dos ricos (de bronze era muito caro).

Ao longo da história inicial, portanto, não sabemos da medicina do povo simples, já que aqueles que faziam a escrita eram educados e ricos.

Até o final do século 6 AC, os médicos ainda eram ligados ao xamanismo. Demonologia e xamanismo persistiram durante a dinastia seguinte (Chou: 1122-403).

Ainda hoje os "Seis Males" ou seis tipos de "energias perversas" persistem na teoria MTC, só que agora energias do ambiente, ou seja, frio, vento, umidade, calor, calor do verão e secura.

Em algumas áreas do Oriente, a medicina xamânica sobreviveu quase intacta, como por em partes do Vietnã e Tibete.

Dinastia Chou (1122-403 AC)

Um dos pontos altos da civilização chinesa, foi durante o período Chou oriental (722-481), o controle centralizado diminuiu, aristocracia local começou a lutar entre si, e a ordem social degenerou no Período dos Reinos Combatentes, foi um período de grande instabilidade.

Entretanto, os tempos instáveis produziram grandes pensadores: (Confúcio nasceu em 551 AC). Diferentes filosofias que remonta à antiguidade foram investigadas como possíveis soluções para os problemas do presente. Este foi o tempo das "Cem Escolas", referindo-se ao número de escolas filosóficas que prevaleceram. Muito foi guardado durante este período de tempo, incorporando diferentes idéias filosóficas.

O grande clássico médica, o Huang Ti Nei Ching (Clássico do Imperador Amarelo de Medicina Interna) foi escrito neste momento a partir do conhecimento anterior. Este é o mais importante dos clássicos médicos. (Pouco tempo depois, a China foi unificada novamente sob a dura e repressiva dinastia Chin).

Confúcio 孔夫子 (K'ung Fu-tzu) (551-479)

Sabemos de Confúcio por uma série de passagens escritas por seus discípulos.

Breve biografia

Confúcio queria ser assessor de um monarca. Ele viajou em busca de um monarca, mas nenhum quis empregá-lo por suas idéias serem muito morais, em um momento aonde todos queriam técnicas pagmáticas para vencer as guerras que populavam o período. Ele, portanto, tornou-se professor. Suas idéias começaram a ser valorizadas apenas 200 anos após sua morte. Eventualmente, suas idéias tornaram-se o credo imperial. Os Clássicos de Confúcio são Li Ching (Livro dos Ritos) e do I Ching, um texto antigo o qual ele desdenvolveu e escreveu comentários.

Idéias de Confúcio

A agitação social existia devido à quebra de respeito. Respeito à hierarquia (familiar e imperial). Confúcio acreditava que o indivíduo deve se comportar como se supõe de acordo com sua posição na vida, e não ser ambicioso. Ele previa uma sociedade harmoniosa mantidos juntos por um sistema hierárquico, com os papéis sociais e obrigações mútuas precisamente definidos.

O governante deveria ser um sábio e os demais deveriam estar vinculados ao respeito aos Ritos (Li) e aos Costumes.

Confúcio ressaltou a honra, a importância de ser um cavalheiro erudito (Jun Zi), a aprendizagem, principalmente da história. Ele ressaltou também "Ren", a compaixão e ação humana.

Enfatizou a piedade filial e aos relacionamentos.

Finalmente, enfatizou a moderação. Seus dicípulos declararam: "Confúcio não ia aos extremos".

Taoísmo

Taoismo não é uma religião, é mais como uma filosofia basiada no conceito do Tao. Às vezes diz-se que significa "o caminho", ou desconhecido, inimaginável, fontede todos os fenômenos. Antes do Tao havia o caos, e de repente o Tao manifesta-se como o universo (comparável à moderna teoria do "big bang"). O Tao expressa-se através da dualidade do Yin-Yang. Tao é como a lei eterna da natureza primitiva.

O filósofo taoísta antigo mais conhecido foi Lao Tzu (Lao Tzu = "Velho Mestre"). Ele escreveu o Tao Te Ching: uma obra mística taoísta, cheia de alusões poéticas, enigmas, etc, para expandir a consciência, promover o amor da natureza e da simplicidade. O Tao Te Ching é um texto composto, provavelmente data do século 3 aC (ao mesmo tempo que o clássico médico principal, o Nei Ching, foi oficialmente escrito), mas Lao Tzu teve suas datas fixa tradicional para torná-lo um pouco superior a Confúcio (ie, 6 º século aC).

loading...
loading...
loading...
Nova App para Android
Get it on Google Play